SEG, 28 de ago / 2017

CUT, 34 anos: o sonho da classe trabalhadora continua

Paulo Cayres

Nós temos um sonho. É um sonho de classe, coletivo, que começou a ser construído há 34 anos. No dia 28 de agosto de 1983 nascia a Central Única dos Trabalhadores (CUT), a principal organização sindical da história do Brasil e uma das mais significativas do mundo.

Desde então, a CUT tem exercido papel fundamental para consolidar a unidade da classe trabalhadora. Ao longo dessas mais de três décadas, acumulamos significativas conquistas coletivas, como o retorno da democracia no Brasil e os avanços na legislação trabalhista, que asseguraram direitos e abriram caminho para o fortalecimento das entidades sindicais filiadas à CUT.

A CUT encurtou distâncias, ao atuar em todos os Estados e regiões deste país continental. Uniu trabalhadores do campo e da cidade, ao contribuir decisivamente para a consciência de que só a unidade da classe trabalhadora nos fará avançar. E nos deu o principal ingrediente para viabilizar esse sonho: a solidariedade de classe.

Esta solidariedade nos fez forte e é o que nos move cotidianamente. É ela que nos tem feito resistir aos ataques que temos sofrido ao longo destas mais de três décadas por parte daqueles que sempre quiseram nos dividir e nos enfraquecer. É ela que nos trouxe importantes vitórias e avanços.

Passamos também por vários momentos difíceis desde aquele 28 de agosto de 1983 e hoje certamente estamos vivendo o mais difícil deles, com o retrocesso imposto pelo golpe parlamentar-empresarial-midiático que feriu a democracia no país e com a tentativa de dizimar direitos conquistados com muita luta.

O fim das políticas públicas, o desmonte do Estado e da soberania nacional, a reforma trabalhista e a tentativa de acabar com a aposentadoria são os principais elementos do golpe. E estes são os principais desafios a serem vencidos pela classe trabalhadora, com consciência, solidariedade, coragem e muita disposição para seguir em frente.

Sempre soubemos da importância do enfrentamento diário contra o capital, porque temos a consciência de que só a luta de classe poderá transformar o nosso sonho em realidade, que é a conquista do socialismo.

Em nome dos metalúrgicos e das metalúrgicas que representamos, parabenizamos a CUT por seus 34 anos de lutas e conquistas e por continuar sendo esse polo aglutinador da nossa ação diária enquanto classe.

Somos fortes! Somos CUT!

* Paulo Cayres é trabalhador na Ford e presidente da Confederação Nacional dos Metalúrgicos da CUT
 

Com a Palavra

Entidades e Empresas

Entidades

Notícias sobre entidades filiadas e parceiras da CNM/CUT:

Empresas

Informações sobre as empresas em que a CNM/CUT constrói uma organização nacional dos trabalhadores:

CNM/CUT por e-mail

Receba informações da CNM/CUT diretamente em seu e-mail:

Enviando...
Email cadastrado com sucesso!

Redes e blogs

Cálculos

Calcule reajustes salariais e o tempo que falta para sua aposentadoria:

Publicações

Folha Metalúrgica - Porto Alegre

Folha Metalúrgica - Porto Alegre - Edição Nº 336
30 de out / 2017

CNM/CUT - Confederação Nacional dos Metalúrgicos
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP (55) 11 4122-7700 cnmcut@cnmcut.org.br
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP

Saiba como chegar a CNM/CUT


(55) 11 4122-7700