TER, 07 de fev / 2006

Dana eleva produção de eixos e de peças para motores

O aumento da capacidade é para atender o mercado interno e as exportações. A Dana, uma das maiores fornecedoras de conjuntos completos para a indústria automobilística, vai ampliar a capacidade de produção de eixos nas fábricas de Sorocaba e Diadema, em São Paulo, e de componentes de motores, em Gravataí (RS). 'A decisão é para atender a demanda do mercado interno e cumprir os contratos de exportação', disse Paulo Nunes, vice-presidente da companhia na América do Sul. Os investimentos ainda estão sendo definidos pela companhia. No período de 2004 a 2005 foram aplicados US$ 35 milhões no País, para expansão das fábricas, modernização dos processos e instalação de novas linhas de montagem.

Esta linha de produto está dentro das estratégias da Dana Corporation, que pretende se desfazer das operações de bombas de água, de óleo e de anéis e concentrar o seu foco em operações em que a companhia tem maior possibilidade expansão mundial. 'O mercado vai mostrar cada vez mais a necessidade de concentração e a tendência é de as empresas se dedicarem em produtos mais tradicionais para serem mais fortes em seu segmento', disse Nunes.
No Brasil, a reestruturação vai atingir duas unidades de negócios: de Diadema (SP), que faz bombas de água, e de Gravataí (RS), que faz peças de motor.

Das 21 fábricas que mantém no Brasil, distribuídas em cinco complexos industriais, a que mais exporta é a de Gravataí - a Dana Albarus -, que faz eixo cardã, junta de motor, anel de pistão, eixo e transmissão para veículos fora-de-estrada e bronzinas. A subsidiária brasileira exporta peças de eixos cardãs, eixo de diferencial, componentes de motores e suspensão para complementar a fábrica da companhia nos Estados Unidos, Alemanha e outros países da Europa, além de atender seus clientes.

A companhia, que deve fechar 2005 com faturamento de US$ 607 milhões - os resultados ainda estão sendo contabilizados - procura manter o equilíbrio em seus negócios, direcionando 30% da sua produção para o mercado interno, 30% para o exterior e o restante para reposição.

Na América do Sul, onde emprega cerca de 7,8 mil funcionários - 4,2 mil no Brasil -, a Dana tem fábrica na Argentina, Uruguai, Venezuela e Colômbia e o Brasil é responsável por 70% do volume de produção.

Fonte
: Gazeta Mercantil

Com a Palavra

QUI, 19 de jul / 2018

Afaste de mim este cale-se

*Luiz Inácio Lula da Silva

Entidades e Empresas

Entidades

Notícias sobre entidades filiadas e parceiras da CNM/CUT:

Empresas

Informações sobre as empresas em que a CNM/CUT constrói uma organização nacional dos trabalhadores:

CNM/CUT por e-mail

Receba informações da CNM/CUT diretamente em seu e-mail:

Enviando...
Email cadastrado com sucesso!

Redes e blogs

Cálculos

Calcule reajustes salariais e o tempo que falta para sua aposentadoria:

Publicações

Folha Metalúrgica - Porto Alegre

Folha Metalúrgica - Porto Alegre - Edição Nº 336
30 de out / 2017

CNM/CUT - Confederação Nacional dos Metalúrgicos
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP (55) 11 4122-7700 cnmcut@cnmcut.org.br
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP

Saiba como chegar a CNM/CUT


(55) 11 4122-7700