SEG, 05 de jun / 2017

General Motors abre espaço para Ford nos EUA

A General Motors está patinando em vendas na véspera da temporada de verão dos Estados Unidos. A montadora americana está sendo derrotada pela Ford como maior comercializadora de veículos em maio. A GM, que está entre as montadoras mais lucrativas do mundo, vem se esforçando para ajustar a produção, com um programa de corte de empregos em curso, refletindo a disciplina instalada pela CEO Mary Barra. Em janeiro, a montadora anunciou que planejava demitir 4 mil.

Em maio, a General Motors registrou queda de 1% nas vendas, para 237.364 unidades. O resultado foi puxado pela baixa de 8,2% nas vendas da caminhonete GMX Sierra, para 16.200 unidades e pelo recuo de 26,3% nas vendas da GMC Canyon, para 2.477 unidades.

O mercado ainda não tem penalizado fortemente as ações da companhia, que tem um programa de ajustes de curso. A presidente da montadora americana, Mary Barra, fez uma série de investimentos de alto custo e apresentou produtos como parte da resposta da empresa ao Vale do Silício, além de gozar do apoio do conselho da GM e de ter tirado a companhia de vários mercados para garantir o crescimento do lucro enquanto o mercado de automóveis americanos esfria.

Mercado
No geral, os fabricantes de automóveis venderam 1,51 milhão de veículos nos EUA em maio, em um resultado 0,9% inferior em relação ao ano anterior, de acordo com as estimativas da Autodata Corp. A única companhia a não informar seus números referentes ao mês passado foi a Daimler.

“Embora a demanda para novos veículos ainda seja relativamente forte, há um pouco menos de fumaça”, disse Jessica Caldwell, analista da Edmunds. “Os negociantes e as montadoras realmente empurraram as ofertas durante o fim de semana de férias para sustentar seus números de maio.”

Na contramão
A Ford reportou um desempenho inesperadamente forte devido, principalmente, a um aumento acentuado das vendas para compradores de frotas, enquanto a Toyota e a Fiat Chrysler registraram declínios modestos. A Honda e a Nissan também relataram aumentos de vendas.

As vendas da Ford subiram 2,3% em maio, para 240.250 unidades, com as vendas da F-Series avançando 12,8%. Já a Honda comunicou que teve alta de 0,7% em suas vendas nos EUA em maio, para 134.475 unidades. No total, a Honda vendeu 148.414 unidades.

A Fiat Chrysler reportou queda de 1% em suas vendas em maio, na comparação com igual mês de 2016, para 193.040 unidades. Já a Toyota anunciou que vendeu 218.248 unidades nos EUA no mês de maio, numa queda de 0,5% na comparação com maio do ano passado.

(Fonte: O Estado de S. Paulo)

Com a Palavra

QUA, 24 de out / 2018

Pelo direito de discordar

Maicon Vasconcelos*

Entidades e Empresas

Entidades

Notícias sobre entidades filiadas e parceiras da CNM/CUT:

Empresas

Informações sobre as empresas em que a CNM/CUT constrói uma organização nacional dos trabalhadores:

CNM/CUT por e-mail

Receba informações da CNM/CUT diretamente em seu e-mail:

Enviando...
Email cadastrado com sucesso!

Redes e blogs

Cálculos

Calcule reajustes salariais e o tempo que falta para sua aposentadoria:

Publicações

Folha Metalúrgica - Porto Alegre

Folha Metalúrgica - Porto Alegre - Edição Nº 336
30 de out / 2017

CNM/CUT - Confederação Nacional dos Metalúrgicos
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP (55) 11 4122-7700 cnmcut@cnmcut.org.br
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP

Saiba como chegar a CNM/CUT


(55) 11 4122-7700