QUA, 12 de nov / 2008

Metalúrgicos da Bosch aceitam proposta e encerram paralisação de três dias

Maioria dos trabalhadores decidiu aceitar a proposta e voltar ao trabalho

Acabou na manhã de hoje, dia 12, a paralisação de três dias na Bosch, maior indústria metalúrgica do Paraná. Em assembléia, a grande maioria dos cerca de 4,4 mil metalúrgicos do chão de fábrica decidiu aceitar a proposta da empresa e voltar ao trabalho. No entendimento dos trabalhadores, houve um avanço significativo em relação à primeira proposta da Bosch, que previa aumento real e correção de 100% da inflação para agosto de 2009 e abono de R$ 1,5 para janeiro.

Com a paralisação, a categoria conquistou abono salarial de R$ 1,5 mil já em dezembro, antecipação da segunda parcela da Participação nos Lucros ou Resultados (PLR) no mesmo mês (cerca de R$ 1 mil) e o reajuste salarial para março de 2009, composto de aumento real de 3,6% e reposição de 100% da inflação acumulada nos últimos doze meses (prevista pela Dieese em 7,15%). Ficou decidido também que os dias parados não serão descontados e nem compensados.

A proposta aceita pelos trabalhadores foi feita pela empresa pouco antes do início da assembléia de hoje. Ontem, 11, às 13h, Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba (SMC) e a Bosch estiveram reunidos novamente no Ministério Público do Trabalho para tentar resolver o impasse. Na ocasião, a direção da fábrica propôs R$ 1,3 mil de abono, a reposição de 100% da inflação e a antecipação da segunda parcela da PLR já em dezembro, só que com o aumento real de 3,6% só para dezembro do ano que vem, um ano após a data-base da categoria.

Com o SMC já prevendo a reprovação desses valores, o Ministério Público do Trabalho sugeriu então uma proposta de conciliação: aumentar o abono para R$ 1,5 mil e antecipar PLR para dezembro, com o aumento ficando para março de 2009. A princípio, a empresa não concordou, mas hoje cedo, mais precisamente às 5h55, a Bosch aceitou. No caminhão de som, a diretoria do SMC falou sobre a primeira proposta, de conceder o aumento real só daqui a um ano, e os trabalhadores a rejeitaram por unanimidade. Logo depois, a nova proposta feita minutos antes da assembléia foi colocada em votação e aceita pela maioria.

Campanha continua em outras empresas

Após o fechamento do acordo com a Bosch, a Campanha Salarial dos Metalúrgicos da Grande Curitiba, que envolve cerca de 30 mil trabalhadores, continua em outras indústrias do setor. O objetivo do SMC é fechar Acordos Coletivos de Trabalho (ACT), em negociações individuais com as empresas. Ano passado, a entidade assinou 120 acordos, com avanços de valores e benefícios maiores que os da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT). Na Campanha de 2008, o Sindicato já encaminhou pauta de reivindicações à 59 empresas. Dessas, 36 já estão em negociação. A categoria, que tem data-base em 1º de dezembro, exige aumento real, correção de 100% do INPC, abono salarial, redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais, entre outros benefícios.  

Além da Bosch, o Sindicato já fechou acordo com a Haas do Brasil, que fica na CIC e tem 200 funcionários. Em assembléia ontem, os trabalhadores aceitaram a proposta de 3,6% de aumento real e 100% do INPC já em dezembro, além de abono de R$ 1,5 mil em forma de vale-mercado, a ser pago em duas parcelas. Os metalúrgicos conquistaram também um reajuste de 31% no valor do vale-mercado, passando dos atuais R$ 130,00 para R$ 175,00. Na New Holland, maior indústria do setor de máquinas, os cerca de dois mil trabalhadores deram prazo de 72 horas para a empresa atender a reivindicação de 3,6% de aumento real, 100% do INPC, R$ 1,5 mil de abono e redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais. Se isso não ocorrer até a próxima segunda-feira, dia 17, as atividades na fábrica poderão ser paralisadas.

Fonte: Sindicato dos Metalúrgicos de Curitiba

Com a Palavra

Entidades e Empresas

Entidades

Notícias sobre entidades filiadas e parceiras da CNM/CUT:

Empresas

Informações sobre as empresas em que a CNM/CUT constrói uma organização nacional dos trabalhadores:

CNM/CUT por e-mail

Receba informações da CNM/CUT diretamente em seu e-mail:

Enviando...
Email cadastrado com sucesso!

Redes e blogs

Cálculos

Calcule reajustes salariais e o tempo que falta para sua aposentadoria:

Publicações

Folha Metalúrgica - Porto Alegre

Folha Metalúrgica - Porto Alegre - Edição Nº 336
30 de out / 2017

CNM/CUT - Confederação Nacional dos Metalúrgicos
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP (55) 11 4122-7700 cnmcut@cnmcut.org.br
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP

Saiba como chegar a CNM/CUT


(55) 11 4122-7700