SEG, 04 de abr / 2016

Trabalhadores na Thyssenkrupp definem estratégias por condições de trabalho na empresa

Crédito: Divulgação
-
Trabalhadores se reuniram nos dias 30 e 31 de março para discutir novas estratégias 

Foi realizado nos dias 30 e 31 de março o 10ª encontro da Rede Sindical de Trabalhadores na Thyssenkrupp, em São José dos Pinhais (PR). O encontro reuniu 20 dirigentes e definiu novas estratégias para melhorar as condições de trabalho e salário dos trabalhadores na multinacional. 

Segundo o diretor da Confederação Nacional dos Metalúrgicos da CUT (CNM/CUT), Claudir Messias, desde a criação da Rede Sindical de Trabalhadores na Thyssenkrupp, os encontros já resultaram em avanços para os metalúrgicos. “A rede abriu um canal de diálogo com a diretoria da empresa, viabilizando a solução de problemas em diversas plantas. Estas conversas já proporcionaram avanços em salários e organização no local de trabalho, que antes do trabalho de Rede não eram permitidas", afirmou. 

Claudir lembrou também da ação da CNM/CUT, com apoio da Rede Sindical, que resultou no acordo nacional de Participação nos Lucros (PLR) firmado com a Thyssen em 2014, que garantiu, de maneira inédita, o pagamento de valor igual para todos os metalúrgicos da CUT nas unidades da empresa no país (leia aqui). 

Já para o diretor da Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos (ligada à Força Sindical), Luiz Carlos de Oliveira, a participação de dirigentes de diferentes bases sindicais é importante para fortalecer a luta dos trabalhadores de todo o país. “No encontro tivemos a representação de trabalhadores ligados a diferentes centrais e isso nos dá uma melhor dimensão da tratativa dos trabalhadores pela empresa, de salários e benefícios, por exemplo”, disse o diretor. 

Durante o encontro, o técnico do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), Roberto Anacleto, fez uma apresentação sobre o mercado de trabalho. “Uma das estratégias para enfrentar a globalização é o trabalho de rede, que também fortalece o trabalho do sindicato local. Daí a importância da solidariedade da ação conjunta para enfrentar problemas semelhantes através da união dos trabalhadores em redes sindicais”, analisou o técnico do Dieese, Roberto Anacleto.

Crédito: Divulgação
Dirigentes também visitaram a planta da Volks no Paraná
Dirigentes também visitaram a planta da Volks no Paraná


Além dos debates sobre organização no local de trabalho, os trabalhadores também visitaram as unidades paranaenses da Thyssenkrupp e da Volkswagen. 

A Thyssenkrupp é uma empresa que fabrica elevadores e autopeças de origem alemã e no Brasil emprega cerca de 12 mil trabalhadores. Possui 15 unidades no Brasil espalhadas em São José dos Pinhais (PR), Guaíba (RS), Belo Horizonte (MG), Santa Luzia (MG), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP) e Campo Paulista (SP).

(Fonte: Assessoria de Imprensa da CNM/CUT)

Com a Palavra

TER, 07 de jul / 2020

O resgate do setor de ferramentaria

Por José Roberto Nogueira da Silva, o Bigodinho Coordenador do Segmento Automotivo da Confederação Nacional dos Metalúrgicos da CUT (CNM/CUT)

Entidades e Empresas

Entidades

Notícias sobre entidades filiadas e parceiras da CNM/CUT:

Empresas

Informações sobre as empresas em que a CNM/CUT constrói uma organização nacional dos trabalhadores:

CNM/CUT por e-mail

Receba informações da CNM/CUT diretamente em seu e-mail:

Enviando...
Email cadastrado com sucesso!

Redes e blogs

Cálculos

Calcule reajustes salariais e o tempo que falta para sua aposentadoria:

Publicações

Nota Técnica 238 - reconversão industrial diante da pandemia da Covid-19

Nota Técnica 238 - reconversão industrial diante da pandemia da Covid-19 - Edição Nº
14 de mai / 2020

CNM/CUT - Confederação Nacional dos Metalúrgicos
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP (55) 11 4122-7700 cnmcut@cnmcut.org.br
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP

Saiba como chegar a CNM/CUT


(55) 11 4122-7700