QUI, 19 de out / 2017

Saab anuncia contratações e novo diretor para fábrica de São Bernardo do Campo (SP)

A Saab, empresa sueca que fornecerá 36 caças Gripen NG para a Força Aérea Brasileira, a FAB, anunciou, nesta segunda-feira, 16, o diretor geral da fábrica de São Bernardo do Campo (SP), que fornecerá aeroestruturas para os caças e a contratação de trabalhadores.

A seleção do imóvel está em fase final e o recrutamento de profissionais já começou. As operações da fábrica começarão após a seleção da propriedade e preparação da infraestrutura do local.

Desde 2010, os Metalúrgicos do ABC defendem a escolha dos caças suecos pelo governo brasileiro por se tratar da melhor proposta que assegura produção, empregos e transferência de tecnologia para o País. Na época, o Sindicato assinou uma declaração de apoio ao projeto em conjunto com a CUT e a CNM e em 2013 apoiou a criação do APL (Arranjo Produtivo Local) da Defesa, que possibilitou conhecer melhor as necessidades tecnológicas para este setor no País e a preparar a região para a indústria aeroespacial.

A fábrica do ABC será a Saab Aeronáutica Montagens, SAM, responsável por produzir aeroestruturas, como cone de cauda, freios aerodinâmicos, asas, fuselagem dianteira (tanto da versão monoposto quanto da biposto) e fuselagem traseira.

Para dar início às operações, a empresa irá contratar 55 profissionais diretos, número que deverá crescer nos próximos anos.

Após a seleção, eles serão treinados nas instalações da Saab, na cidade de Linköping, Suécia, por até 24 meses. Tanto a instalação da fábrica quanto os treinamentos são parte do amplo programa de transferência de tecnologia da Saab para o Brasil, iniciado em 2015.

Diretor geral
Durante a apresentação, o engenheiro Marcelo Lima, que estará à frente da SAM, destacou a importância do contrato entre os dois países. “O programa Gripen é um divisor de águas para o setor de defesa no Brasil. Tenho a honra de participar de um projeto tão importante para a indústria brasileira”, disse Lima.

O chefe da unidade de negócios Gripen Brasil, da área de negócios Aeronáuticos da Saab, Mikael Franzén, explicou como está funcionando o investimento da empresa.

“Os dois primeiros anos do programa se concentraram no desenvolvimento da aeronave e no início do programa de transferência de tecnologia. Seguindo o cronograma, agora estamos estabelecendo a produção no Brasil para apoiar a continuidade do programa Gripen no País, criar novos empregos e apoiar o desenvolvimento da indústria de defesa local”, afirmou.

A Saab escolheu São Bernardo do Campo por conta de sua longa tradição em receber empresas suecas. A cidade é conhecida pela qualidade de sua força de trabalho industrial e está perto de universidades, indústrias e centros de pesquisa.

A região também é estratégica em termos de logística, tendo em vista o fácil acesso da cidade aos portos, aeroportos, rodovias, ao polo aeronáutico de São José dos Campos e ao Centro de Projetos e Desenvolvimento do Gripen (GDDN) em Gavião Peixoto, São Paulo, onde os caças Gripen para o Brasil serão montados.

Fatos sobre o programa de transferência de tecnologia
Em 27 de outubro de 2014, a Saab anunciou a conclusão do contrato com o governo federal brasileiro para o desenvolvimento e produção de 36 caças Gripen. O contrato entrou em vigor em setembro de 2015 quando todas as condições solicitadas foram cumpridas. As entregas para a Força Aérea Brasileira serão realizadas entre 2019 e 2024.

Após dois anos, desde o início do programa, a Saab já entregou uma transferência substancial de tecnologia para parceiros brasileiros, como Embraer, Akaer, AEL Sistemas e Atech.

O Centro de Projetos e Desenvolvimento do Gripen (GDDN) foi inaugurado em novembro de 2016, em Gavião Peixoto, estado de São Paulo. O GDDN é o polo de desenvolvimento tecnológico do Gripen no Brasil para a Saab e a Embraer, junto às empresas e instituições parceiras.

O programa de transferência de tecnologia para o Brasil inclui quatro áreas que vão fornecer à indústria aeroespacial brasileira a tecnologia e o conhecimento necessários para manter e desenvolver o Gripen no Brasil:

• Treinamento teórico
• Programas de Pesquisa e Tecnologia
• Treinamento na Suécia
• Desenvolvimento e produção

Hoje, cerca de 60 engenheiros brasileiros de empresas parceiras estão sendo treinados nas instalações da Saab, na Suécia, e mais de 100 profissionais já retornaram ao Brasil. A maioria deles está trabalhando no desenvolvimento da aeronave no GDDN.

Até 2024, mais de 350 profissionais brasileiros, entre engenheiros, operadores, técnicos e pilotos das empresas parceiras da Saab e da Força Aérea Brasileira participarão de cursos e treinamento na Suécia. Habilidades e conhecimentos serão adquiridos pela indústria brasileira, possibilitando um extenso trabalho de desenvolvimento e produção do Gripen, incluindo a montagem final de aeronaves no Brasil. O programa de transferência de tecnologia é composto por mais de 50 projetos-chave, com duração de até 24 meses.

(Fonte: Sindicato dos Metalúrgicos do ABC)

Vídeos

Vídeos TVT

Entidades e Empresas

Entidades

Notícias sobre entidades filiadas e parceiras da CNM/CUT:

Empresas

Informações sobre as empresas em que a CNM/CUT constrói uma organização nacional dos trabalhadores:

CNM/CUT por e-mail

Receba informações da CNM/CUT diretamente em seu e-mail:

Enviando...
Email cadastrado com sucesso!

Redes e blogs

Cálculos

Calcule reajustes salariais e o tempo que falta para sua aposentadoria:

Publicações

Folha Metalúrgica - Porto Alegre

Folha Metalúrgica - Porto Alegre - Edição Nº 336
30 de out / 2017

CNM/CUT - Confederação Nacional dos Metalúrgicos
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP (55) 11 4122-7700 cnmcut@cnmcut.org.br
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP

Saiba como chegar a CNM/CUT


(55) 11 4122-7700