TER, 16 de dez / 2008

Siemens paga US$ 1,6 bilhão para encerrar processos de corrupção

Justiça dos EUA e da Alemanha acusa a empresa de pagar propinas. Companhia alemã se declarou culpada e aceitou pagar multas

O grupo industrial alemão Siemens se declarou culpado na segunda-feira (15) de acusações de corrupção feitas pela justiça americana e alemã. A empresa concordou em pagar US$ 800 milhões para pôr fim ao processo criado pelos órgãos fiscalizadores dos EUA e outros 596 milhões de euros (cerca de US$ 815 milhões) para fazer o mesmo com a ação da Justiça na Alemanha.

Como parte dos acordos judiciais, a Siemens também concordou em aceitar uma auditoria independente durante os próximos quatro anos e cooperar com as futuras investigações dos governos envolvidos sobre o caso. Nenhum executivo da companhia alemã foi processado.

Segundo Jeffrey Taylor, promotor americano encarregado do processo, a companhia teria usado contabilidade falsa em seus registros para pagar propinas e falsificar registros referentes à depósitos feitos ao governo iraquiano pelo programa de troca de petróleo por comida, mantido pelas Nações Unidas.

Peter Löscher, o principal diretor da empresa, afirmou que os acordos, menos onerosos que o previsto, eram um "presente de Natal"; "Estou feliz e aliviado que tenhamos obtido este fantástico resultado tão rapidamente. É o melhor dos presentes de Natal", declarou Löscher à edição on-line do jornal alemão "Bild".

Por meio de sua assessoria, a Siemens do Brasil disse que não se pronunciaria sobre o assunto por não estar envolvida no caso.

Pagamento de propinas

A Siemens está envolvida em acusações de corrupção desde 2006, que levaram a investigações judiciais em pelo menos 12 países. De acordo com os investigadores americanos, a empresa teria pago propinas para conseguir contratos de transporte na Venezuela, telefonia móvel em Bangladesh, usinas de energia em Israel e sistemas de controle de tráfego na Rússia.

Na Bolsa de valores de Frankfurt, por volta das 14h30, as ações da empresa registravam perdas de 7%. Ao longo do ano, o preço dos papéis da Siemens já perdeu 56% de seu valor.

Fonte: G1

Com a Palavra

Entidades e Empresas

Entidades

Notícias sobre entidades filiadas e parceiras da CNM/CUT:

Empresas

Informações sobre as empresas em que a CNM/CUT constrói uma organização nacional dos trabalhadores:

CNM/CUT por e-mail

Receba informações da CNM/CUT diretamente em seu e-mail:

Enviando...
Email cadastrado com sucesso!

Redes e blogs

Cálculos

Calcule reajustes salariais e o tempo que falta para sua aposentadoria:

Publicações

Folha Metalúrgica - Porto Alegre

Folha Metalúrgica - Porto Alegre - Edição Nº 336
30 de out / 2017

CNM/CUT - Confederação Nacional dos Metalúrgicos
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP (55) 11 4122-7700 cnmcut@cnmcut.org.br
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP

Saiba como chegar a CNM/CUT


(55) 11 4122-7700