QUI, 11 de dez / 2014

IndustriALL debate condições de trabalho nas áreas administrativas das fábricas

Crédito: CNM/CUT
Sindicalistas não-manuais debatem condições de trabalho no mundo
Trabalhadores não-manuais de diversos países trocaram experiências na sede da CNM/CUT

Terminou na manhã desta quinta-feira (11) a reunião do grupo dos trabalhadores não-manuais da IndustriALL Global Union, federação internacional que representa os trabalhadores metalúrgicos, químicos e têxteis em todo o mundo. Durante os dois dias do encontro, sindicalistas que representam trabalhadores não-manuais (técnicos e de setores administrativos das indústrias) discutiram as condições de trabalho desta parcela da categoria do ramo industrial no mundo, a partir da troca de experiências. O evento foi realizado na sede da Confederação Nacional dos Metalúrgicos da CUT (CNM/CUT), em São Bernardo do Campo (SP).

Participaram do encontro cerca de 30 trabalhadores do Brasil, Argentina, Colômbia, Gana, Alemanha, Noruega, Canadá, Suécia e Austrália. Estavam representados na atividade engenheiros, trabalhadores em logística, vendas e marketing e de setores administrativos de empresas de mineração, petróleo e metalurgia.

Em sua intervenção, a representante do Sindicato dos Metalúrgicos da Alemanha (IG Metall), Christine Thomas, apresentou as conquistas dos trabalhadores não-manuais nas principais montadoras do seu país. “Na BMW, as tarefas que são realizadas fora do ambiente de trabalho são contabilizadas como hora extra. Já na Volkswagen, os funcionários desligam os celulares após às 18h15. E os trabalhadores na Daimler têm seus e-mails apagados automaticamente no período de férias”, contou. 

Já a representante da Fédération de La Metallurgie (CFE-CGC), central sindical da França, Anne Cathérine Cudennec, mostrou as principais cláusulas acrescentadas no último acordo coletivo dos trabalhadores gestores e engenheiros da indústria metalúrgica. “Recentemente, foram conquistadas as cláusulas de equiparação salarial por gênero, cotas para jovens, folgas especiais em caso de casamento e perda de familiares, além de abonos por tempo de trabalho”, disse.

No Canadá, a secretária de Finanças do Sindicato Trabalhadores Profissionais em Escritórios (COPE/SEPB), Gwenne Farrel, falou sobre a importância da paridade de gênero na administração dos sindicatos canadenses. “É fundamental que mulheres e homens tenham as mesmas oportunidades de representem os trabalhadores e trabalhadoras. Meu sindicato tem uma representação feminina de 40%, mas é preciso lutar ainda mais para alcançarmos a paridade”, afirmou.

Para finalizar o encontro, Monika Kemperle, secretária geral adjunta da IndustriALL, explicou ao grupo a estrutura da entidade e suas principais bandeiras de luta. "Uma das principais metas da IndustriALL é acabar com o trabalho precário no mundo.  Para alcançarmos este objetivo precisamos da solidariedade internacional e de ações para combater este problema tão grave. Unidos, somos mais fortes e conquistamos  mais objetivos", assinalou.

(Fonte: Assessoria de Imprensa CNM/CUT)
 

Entidades e Empresas

Entidades

Notícias sobre entidades filiadas e parceiras da CNM/CUT:

Empresas

Informações sobre as empresas em que a CNM/CUT constrói uma organização nacional dos trabalhadores:

CNM/CUT por e-mail

Receba informações da CNM/CUT diretamente em seu e-mail:

Enviando...
Email cadastrado com sucesso!

Redes e blogs

Cálculos

Calcule reajustes salariais e o tempo que falta para sua aposentadoria:

Publicações

Folha Metalúrgica - Porto Alegre

Folha Metalúrgica - Porto Alegre - Edição Nº 336
30 de out / 2017

CNM/CUT - Confederação Nacional dos Metalúrgicos
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP (55) 11 4122-7700 cnmcut@cnmcut.org.br
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP

Saiba como chegar a CNM/CUT


(55) 11 4122-7700