QUI, 02 de jul / 2020

Sindmetal-PE realiza ato em defesa dos trabalhadores da SIMISA

Segundo denúncias, a empresa vem descumprindo alguns acordos que existem, por conta própria, sem comunicação prévia ou negociação com os empregados

O Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Pernambuco (Sindmetal-PE), com a participação de dirigentes sindicais, realizou uma mobilização na manhã desta quinta-feira (02/07) na empresa SIMISA localizada em Pontezinha, Cabo de Santo Agostinho, Região Metropolitana do Recife, para cobrar respostas sobre as mudanças desrespeitosas que estão sendo feitas dentro da empresa.

Segundo denúncias, a empresa vem descumprindo alguns acordos que existem, por conta própria, sem comunicação prévia ou negociação com os empregados, que cobram respeito da SIMISA, em relação a essas mudanças que estão sendo implantadas. O pior é que eles não conseguem respostas e justificativas.

O clima é de insatisfação. Funcionárias e funcionários da mencionada empresa estão indignados com algumas dessas mudanças, entre elas, está o café da manhã, que antes era servido cuscuz, macaxeira, batata-doce, queijo, entre outros gêneros alimentícios. Pois muito bem: a empresa decidiu, por conta própria, servir apenas pão com manteiga e café. E nada mais! VERGONHA E HUMILHAÇÃO, uma vez que esse “lanche” não sustenta os trabalhadores e trabalhadoras o suficiente para uma jornada de 6 horas diárias de atividades.

Também foi denunciado a retirada dos ônibus que transportava os empregados e empregadas. Foi repassado o crédito do vale-transporte. O que é companheiro? Com essa escalada crescente de contaminação e mortes, através da pandemia da COVID-19, é um ABSURDO trocarem um ônibus, com mais segurança, proteção e quantidade certa de empregados (as), por um transporte coletivo/público que suporta uma quantidade maior de pessoas, em constante processo de aglomeração, ficando assim expostos à doença. Além do mais não só por deixar os trabalhadores (as) completamente desamparados (as) , mas, ao mesmo tempo, por desproteger a própria sociedade, já que medidas de proteção desses empregados (as) não implicam apenas na proteção individual dele e de sua família, mas também são voltadas para o impacto da redução do risco de contaminação.

Como se ainda não bastasse, os “gênios da SIMISA” cortaram o PLANO INTERODONTO (odontologia) e aumentaram descaradamente o PLANO DE SAÚDE que antes era descontado apenas o valor de R$ 20,60, e agora passou a descontar R$ 90,00 de cada trabalhador (a).

A empresa tomou atitudes arbitrárias e perversas. O quadro funcional está inconformado e exige reparação.

Neste cenário de graves consequências e problemas que aparecem no dia a dia, é preciso manter o diálogo, garantir proteção, respeito e evitar prejuízos para a classe trabalhadora.

O sindmetal- PE continuará firme na luta, e acima de tudo vai se manter juntos e mobilizados em defesa dos direitos dos trabalhadores metalúrgicos de Pernambuco.

*Matéria publicada no site do sindicato

 

Com a Palavra

TER, 07 de jul / 2020

O resgate do setor de ferramentaria

Por José Roberto Nogueira da Silva, o Bigodinho Coordenador do Segmento Automotivo da Confederação Nacional dos Metalúrgicos da CUT (CNM/CUT)

Entidades e Empresas

Entidades

Notícias sobre entidades filiadas e parceiras da CNM/CUT:

Empresas

Informações sobre as empresas em que a CNM/CUT constrói uma organização nacional dos trabalhadores:

CNM/CUT por e-mail

Receba informações da CNM/CUT diretamente em seu e-mail:

Enviando...
Email cadastrado com sucesso!

Redes e blogs

Cálculos

Calcule reajustes salariais e o tempo que falta para sua aposentadoria:

Publicações

O Metalúrgico

O Metalúrgico - Edição Nº 15/07/2020
15 de jul / 2020

CNM/CUT - Confederação Nacional dos Metalúrgicos
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP (55) 11 4122-7700 cnmcut@cnmcut.org.br
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP

Saiba como chegar a CNM/CUT


(55) 11 4122-7700