Vale

A Vale (ex-Companhia Vale do Rio Doce) foi criada pelo Governo Federal em 1º de junho de 1942. Em 7 de maio de 1997 ocorreu o leilão de privatização da empresa, arrematada pelo Consórcio Brasil, liderado pela Companhia Siderúrgica Nacional (CSN). Em março de 2001 foi efetivado o descruzamento das participações acionárias envolvendo a Vale e a CSN.

Em novembro de 2007, através de uma grande campanha nacional, a Companhia reduz seu nome para Vale. Hoje ela conta com mais de 100 mil trabalhadores, dentre diretos e terceiros, em todo o mundo.

A Vale produz e comercializa minério de ferro, pelotas, níquel, concentrado de cobre, carvão, bauxita, alumina, alumínio, potássio, caulim, manganês e ferroligas. Investe em pesquisa mineral e  novas tecnologias e, para dar suporte ao desenvolvimento e escoamento da produção, atua como uma operadora logística e prioriza projetos de geração de energia voltados para o autoconsumo.

Segundo seu balanço social de 2007, a empresa alcançou recordes na produção de nove diferentes produtos: minério de ferro (296 milhões de toneladas métricas), pelotas (17,6 milhões de toneladas métricas), níquel refinado (248 mil toneladas métricas), cobre (284 mil toneladas métricas), bauxita (9,1 milhões de toneladas métricas), alumina (4,3 milhões de toneladas métricas), alumínio (551 mil toneladas métricas), caulim (1,3 milhão de toneladas métricas) e cobalto (2,5 mil toneladas métricas).

Nos últimos cinco anos, a Companhia investiu US$ 40,7 bilhões, sendo US$ 20,6 bilhões em aquisições e US$ 20,1 bilhões em manutenção das operações, pesquisa e desenvolvimento (P&D) e execução de projetos. A expansão da produção total se manteve em uma taxa anual de 11,6% entre 2003 e 2007.

No último ano os investimentos em responsabilidade social corporativa foram de US$ 652 milhões, sendo US$ 401 milhões em proteção e conservação do meio ambiente e US$ 251 milhões em projetos sociais.

Nos últimos quatro anos a receita bruta da empresa se multiplicou em quase seis vezes tendo passado de US$ 5,5 bilhões para US$ 33,1 bilhões. Em 2007 obteve um lucro líquido recorde: US$ 11,8 bilhões, correspondente a lucro por ação de US$ 2,42, com aumento de 62,9% sobre o resultado obtido em 2006, que foi de US$ 7,3 bilhões.

Em 2007 a Vale liderou a negociação dos preços de referência global para o minério de ferro. Em fevereiro de 2008, foram fechados os preços para os minérios finos, principal produto da indústria, representando 70% do volume transacionado no mercado transoceânico.

No período de 2003/2007 a Vale retornou aos acionistas, sob a forma de distribuição de dividendos e juros sobre o capital próprio, o valor de US$ 5,3 bilhões. O retorno total ao acionista foi de 73,7% ao ano. Em conseqüência disso, a Vale passou a figurar entre as 40 maiores empresas do mundo por capitalização de mercado.

Perfil mundial
A Vale é a maior exportadora global de minério de ferro e de pelotas. Comercializa seus produtos para indústrias siderúrgicas do mundo inteiro e atua nos 5 continentes com operações, pesquisa mineral e escritórios comerciais. Está presente nos seguintes países: Estados Unidos, Argentina, Chile, Peru, Colômbia, França, Noruega, Inglaterra, País de Gales, Alemanha, Suíça, Guiné, Angola, Moçambique, África do Sul, Omã, Mongolia, Coreia do Sul, Japão, India, China, Cingapura, Indonésia, Austrália e Nova Caledônia.

A receita bruta de 2007, em termos do destino das vendas, está geograficamente dividida da seguinte forma: 40,3% proveniente de vendas para a Ásia, 33,5% das Américas, 22,1% da Europa e 4,0% de outras regiões do mundo. A China permaneceu como o principal destino de vendas, aumentando sua participação na receita para 17,7% do total, seguida do Brasil com 16,0%, Japão com 11,6%, Estados Unidos com 9,0%, Alemanha com 5,6% e Canadá com 5,3%. A distribuição geográfica das receitas da Vale de acordo com origem da geração foi: Brasil 61,7%, América do Norte 27,7%, Austrália e Ásia 8,7% e Europa 1,9%.

Atualmente a Vale está investindo na ampliação de geração de energia para autoconsumo nos próximos anos através dos seguintes projetos: (1) participação de 30% do consórcio que está construindo a usina  hidroelétrica de Estreito, localizado no estado de Tocantins e com capacidade de 1.087 MW, (2) construção de uma terceira hidrelétrica no rio Larona, Indonésia, Karebbe, que adicionará 90 MW aos 275 MW (3) da usina termelétrica de Barcarena, movida à carvão, com 600 MW, em Barcarena, no estado do Pará.

O primeiro investimento direto na indústria de minério de ferro na China foi a compra por US$ 5 milhões de participação de 25% no capital da pelotizadora Zhuhai, localizada na província de Guangdong. Trata-se de joint venture com a Zhuhai Yueyufeng Iron & Steel e a Pioneer Iron & Steel.

A planta entrou em operação em janeiro de 2008, com capacidade de produção de 1,2 milhão de toneladas métricas de pelotas ao ano. A Vale fornecerá minério de ferro para a joint venture sob um contrato de 30 anos.

A Vale Austrália,  subsidiária integral, possui quatro ativos em operação: Integra Coal (61,2%), Carborough Downs (80%), Isaac Plains (50%) e Broadlea  (100%). A Integra Coal se situa no Hunter Valley no estado de New South Wales, enquanto que os outros três estão no estado de Queensland.

Suas reservas de minério de ferro são suficientes para manter os níveis atuais de produção pelos próximos 30 anos. A Companhia Vale 11% das reservas mundiais estimadas de bauxita.

Perfil Brasil

A Companhia Vale é a maior empresa de mineração diversificada das Américas e está presente em 14 estados brasileiros.
A Vale é a segunda maior produtora integrada de manganês e ferroligas, além de maior prestadora de serviços de logística do Brasil. É uma das principais produtoras globais de manganês e ferroligas, produz também cobre, bauxita, potássio e caulim, e tem projetos em andamento para a exploração de níquel.

A Vale é o mais importante investidor do setor de logística no Brasil: opera extensa rede de ferrovias, portos, terminais marítimos e realiza a navegação costeira. A Companhia é um dos  maiores grupos empresariais brasileiros, com cerca de 33.000 empregados próprios.

No Brasil participa de consórcios que detém concessões e operam oito usinas hidrelétricas (Igarapava, Porto Estrela, Candonga, Funil, Aimorés, Capim Branco I, Capim Branco II e Machadinho).

Principais Indicadores:
- Expansão da produção 2006/2007: + 11,6%;
- Receita bruta entre 2003/2007: + US$27.6 bilhões;
- Lucro líquido em 2007: +US$ 11,8 bilhões (+ 62,9% sobre o resultado obtido em 2006, que foi de US$ 7,3 bilhões);
- Lucro por ação em 2007: + US$ 2,42;
- Principal destino de vendas: China (17,7%);
- Retorno total ao acionista foi de 73,7% ao ano;
- Total de funcionários no mundo (direto e terceiros): aproximadamente 100 mil;
- Total de funcionários diretos no Brasil: 33 mil;

Perfil Acionário
Fundada em junho de 1942, a Vale foi registrada na Bolsa de Valores do Rio de Janeiro em outubro de 1943 e na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) em abril de 1968. Em fevereiro de 2000, ingressou na Bolsa de Valores de Madri (Latibex) e, em junho do mesmo ano, na New York Stock Exchange (NYSE).

Notícias

Entidades e Empresas

Entidades

Notícias sobre entidades filiadas e parceiras da CNM/CUT:

Empresas

Informações sobre as empresas em que a CNM/CUT constrói uma organização nacional dos trabalhadores:

Vídeos

Vídeos TVT

Com a Palavra

CNM/CUT por e-mail

Receba informações da CNM/CUT diretamente em seu e-mail:

Enviando...
Email cadastrado com sucesso!

Redes e blogs

Cálculos

Calcule reajustes salariais e o tempo que falta para sua aposentadoria:

Publicações

Folha Metalúrgica - Porto Alegre

Folha Metalúrgica - Porto Alegre - Edição Nº 336
30 de out / 2017

CNM/CUT - Confederação Nacional dos Metalúrgicos
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP (55) 11 4122-7700 cnmcut@cnmcut.org.br
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP

Saiba como chegar a CNM/CUT


(55) 11 4122-7700