QUA, 25 de nov / 2020

Campanha de ratificação da Convenção 190 da OIT marca luta das metalúrgicas da CUT neste 25 de novembro

Confederação Nacional dos Metalúrgicos da CUT (CNM/CUT) produziu um vídeo sobre a pauta junto com outras mulheres da Industriall para o Dia Internacional da não violência contra mulheres

Crédito: Divulgação
25 de novembro
25 de novembro

Neste dia 25 de novembro, Dia Internacional da Não Violência contra Mulheres”, as metalúrgicas, junto com as trabalhadoras do ramo industrial, estão cobrando que o governo brasileiro ratifique a Convenção 190 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), que trata sobre a eliminação da violência e do assédio no mundo do trabalho.

Os debates para elaboração da Convenção 190 foram iniciados por movimentos de mulheres, que reivindicavam medidas de combate à violência de gênero nos locais de trabalho. Entretanto, por enfrentar resistências na OIT – organização tripartite, com representação dos trabalhadores, empregadores e governos –, o texto final da moção acabou por abordar a violência no mundo do trabalho contra mulheres e homens.

A secretária de Mulheres da CNM/CUT, Marli Melo, em vídeo, falou da importância da ratificação da Convenção.

“É muito importante que o governo ratifique a convenção 190 da OIT para coibir um conjunto de práticas inaceitáveis no mundo do trabalho como a violência e o assédio. O objetivo é promover o trabalho decente e assegurar a igualdade nas relações de trabalho e dizer que a tolerância é zero com as atitudes patronais prejudiciais aos trabalhadores e trabalhadoras”, afirmou a metalúrgica na Paraíba.  

Outras trabalhadoras da indústria participaram do vídeo que será veiculado nas redes sociais e plataformas da Industriall a partir deste dia 25.

A química e membro da Industriall, Lú Varjão, também explica a importância da Convenção 190 para a vida das mulheres.

“A violência contra as mulheres é uma das formas de violação dos direitos humanos e tem um impacto grande na vida das mulheres. Um dos enfrentamentos mais importantes que nós temos hoje é a ratificação da Convenção 190 pelo governo brasileiro e nós precisamos construir ações para que ratifique com mais urgência. A Convenção 190 é fundamental pra barrar de vez as estatísticas que hoje nós vivemos no Brasil e no mundo”, explica a dirigente.

Veja o vídeo na íntegra:

 

Com a Palavra

QUA, 27 de jan / 2021

Caso Ford e o descaso com a política industrial: saídas para a reconversão industrial

Por Allan Yukio Hayama, Engenheiro na Ford em Camaçari e dirigente do Sindicato dos Engenheiros na Bahia

Entidades e Empresas

Entidades

Notícias sobre entidades filiadas e parceiras da CNM/CUT:

Empresas

Informações sobre as empresas em que a CNM/CUT constrói uma organização nacional dos trabalhadores:

CNM/CUT por e-mail

Receba informações da CNM/CUT diretamente em seu e-mail:

Enviando...
Email cadastrado com sucesso!

Redes e blogs

Cálculos

Calcule reajustes salariais e o tempo que falta para sua aposentadoria:

Publicações

383 - ASSEMBLEIA GERAL VIRTUAL APROVA PROPOSTA DE REAJUSTE | Cláusulas Sociais estão renovadas até 2022

383 - ASSEMBLEIA GERAL VIRTUAL APROVA PROPOSTA DE REAJUSTE | Cláusulas Sociais estão renovadas até 2022 - Edição Nº SET/2020
25 de set / 2020

CNM/CUT - Confederação Nacional dos Metalúrgicos
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP (55) 11 4122-7700 cnmcut@cnmcut.org.br
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP

Saiba como chegar a CNM/CUT


(55) 11 4122-7700