SEX, 12 de fev / 2021

Carreta em Taubaté denuncia os riscos do fechamento da Ford para região

Famílias dos trabalhadores e representantes de outros sindicatos, além de deputados e dirigentes das centrais sindicais, também protestaram em solidariedade à luta pelos empregos

Crédito: Sindmetau
Carreata em Taubaté
Carreata em Taubaté

Os trabalhadores e trabalhadoras na Ford, acompanhados de filhos e familiares, participaram nesta sexta-feira (12) de uma carreata que percorreu as principais ruas e avenidas da região central de Taubaté. O objetivo foi chamar a atenção e denunciar os riscos do fechamento da montadora para a economia da cidade.

Segundo o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), o fechamento da Ford terá um impacto anual de mais de R$ 93 milhões em Taubaté, levando em conta apenas a massa salarial dos 830 trabalhadores diretos da montadora.

Cerca de 300 veículos, entre carros e motos, participaram da carreata, que durou cerca de três horas e percorreu 17 ruas e avenidas. Para o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté e Região (Sindmetau), Claudio Batista, o Claudião, o ato atingiu os objetivos.

“Tivemos a participação das famílias e pessoas acenando nas ruas em apoio à nossa luta contra as demissões em massa. Conseguimos sensibilizar a sociedade e isso é fundamental para defendermos os empregos e reverter as demissões”, concluiu.

Famílias dos trabalhadores e representantes de outros sindicatos também protestaram

Claudenice Fonseca participou da mobilização ao lado do marido, que é trabalhador na Ford. Na companhia deles estava a filha do casal, Manu.

“Não somos números, somos pessoas e temos família. Quando anunciaram o fechamento tudo desmoronou. Minha filha de 4 anos chorou de tristeza porque não queria que o pai perdesse o emprego”, disse.

Além de participar das carreatas, André Bezerra, que trabalha há 9 anos na empresa, está presente todos os dias na vigília que já completou um mês. Ele reforça a importância da união da categoria e das mobilizações contra as demissões que afetarão não só a vida dos metalúrgicos, mas de toda a cidade. “Com a luta a gente consegue chegar a algum lugar”, afirmou.

A carreata contou com a presença de representantes de sindicatos e centrais sindicais. Na transmissão do ato ao vivo pelas redes sociais, deputados e dirigentes sindicais também deixaram mensagens de apoio.

Essa foi a segunda carreata contra a decisão da Ford de encerrar as atividades no Brasil. No último dia 29 de janeiro, cerca de 300 veículos foram de Taubaté até a Basílica de Aparecida.

Fuga da Ford

No dia 11 de janeiro, a Ford anunciou que pretende encerrar a produção de veículos no Brasil. A decisão unilateral da montadora põe em risco o futuro de trabalhadores das plantas de Taubaté (SP), Camaçari (BA) e Horizonte (CE). A saída da empresa do país pode provocar um impacto de mais de 118 mil empregos, entre postos de trabalho diretos, indiretos e induzidos.

*Matéria publicada no site do Sindmetau

Com a Palavra

TER, 16 de fev / 2021

Por que é necessário nacionalizar a Ford e criar uma montadora brasileira?

Escrito pelo diretor executivo do Sindicato e presidente do Industriall-Brasil, Aroaldo Oliveira da Silva, e pelo presidente da Central de Cooperativas Unisol Brasil e diretor da Unicopas, Leonardo Pinho

Entidades e Empresas

Entidades

Notícias sobre entidades filiadas e parceiras da CNM/CUT:

Empresas

Informações sobre as empresas em que a CNM/CUT constrói uma organização nacional dos trabalhadores:

CNM/CUT por e-mail

Receba informações da CNM/CUT diretamente em seu e-mail:

Enviando...
Email cadastrado com sucesso!

Redes e blogs

Cálculos

Calcule reajustes salariais e o tempo que falta para sua aposentadoria:

Publicações

383 - ASSEMBLEIA GERAL VIRTUAL APROVA PROPOSTA DE REAJUSTE | Cláusulas Sociais estão renovadas até 2022

383 - ASSEMBLEIA GERAL VIRTUAL APROVA PROPOSTA DE REAJUSTE | Cláusulas Sociais estão renovadas até 2022 - Edição Nº SET/2020
25 de set / 2020

CNM/CUT - Confederação Nacional dos Metalúrgicos
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP (55) 11 4122-7700 cnmcut@cnmcut.org.br
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP

Saiba como chegar a CNM/CUT


(55) 11 4122-7700