QUA, 04 de Aug / 2021

Com participação do Sindicato, Região do ABC define prioridades para a indústria e empregos

Encontro na Agência de Desenvolvimento reuniu diversos segmentos em debate sobre o futuro da indústria no ABC. Demandas serão encaminhadas aos governos estadual e federal

Crédito: Divulgação
Debate sobre Indústria
Debate sobre Indústria 

A Agência de Desenvolvimento Econômico do Grande ABC e o Consórcio Intermunicipal Grande ABC, preocupados com a retomada do protagonismo da indústria na região, reuniram representantes de diferentes setores da indústria na última sexta-feira, 30. Essa foi a primeira reunião do GT (Grupo de Trabalho) instituído pela Agência.

De acordo com o diretor do Sindicato dos  Metalúrgicos do ABC (SMABC), Aroaldo Oliveira da Silva, na conversa foram definidas as demandas que serão encaminhadas ao governo do Estado de São Paulo e posteriormente ao governo federal. Entre elas, a reorganização das cadeias produtivas, avanços tecnológicos, aceleração da economia e elaboração de uma política industrial estadual e nacional.

“Debatemos quais as necessidades para pautar o governo paulista sobre os mais diversos pontos que interferem no dia a dia da indústria, seja política de APL (Arranjo Produtivo Local), seja a questão dos polos industriais ou sobre o próprio Investe SP (programa do governo para promoção de investimentos)”.

Diálogo

Além de dialogar com o governo do Estado, também há a intenção de conversar com o governo federal.

“Sabemos das dificuldades para discutir política industrial com este governo, mas vamos pautar, e querermos pautar inclusive o Congresso Nacional”.

Peso significativo

Aroaldo destacou que o ABC ainda tem um peso industrial significativo. “É uma região industrializada, precisamos saber quais cadeias temos, como é possível renovar essas cadeias e dar o salto tecnológico. Também é necessário debater como as indústrias podem se apropriar e usufruir de toda inovação presente, tão necessária para se manterem no mercado e fazerem parte das cadeias globais de valor”.

Entre os encaminhamentos tirados está o de que a próxima reunião do Grupo de Trabalho seja com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado.

Participantes

Além dos Metalúrgicos do ABC, o evento contou com a participação do diretor de Assuntos Governamentais da Volkswagen do Brasil, Antonio Megale, que presidiu por três anos a Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), representantes do Polo Petroquímico, Sebrae ABC, Senai, Ciesp, Abimaq, Sindicato dos Químicos do ABC, Sindicato de Profissionais em Confecção ABC, Sindipeças,  Associação Comercial e Industrial de Santo André (Acisa), Continental Parafusos, Eletro Metalúrgica Edanca, USCS, Unifesp, Universidade São Judas e das secretarias de Desenvolvimento Econômico das prefeituras do Grande ABC.

*Matéria publicada no site do SMABC

 

Com a Palavra

TER, 16 de Feb / 2021

Por que é necessário nacionalizar a Ford e criar uma montadora brasileira?

Escrito pelo diretor executivo do Sindicato e presidente do Industriall-Brasil, Aroaldo Oliveira da Silva, e pelo presidente da Central de Cooperativas Unisol Brasil e diretor da Unicopas, Leonardo Pinho

Entidades e Empresas

Entidades

Notícias sobre entidades filiadas e parceiras da CNM/CUT:

Empresas

Informações sobre as empresas em que a CNM/CUT constrói uma organização nacional dos trabalhadores:

CNM/CUT por e-mail

Receba informações da CNM/CUT diretamente em seu e-mail:

Enviando...
Email cadastrado com sucesso!

Redes e blogs

Cálculos

Calcule reajustes salariais e o tempo que falta para sua aposentadoria:

Publicações

383 - ASSEMBLEIA GERAL VIRTUAL APROVA PROPOSTA DE REAJUSTE | Cláusulas Sociais estão renovadas até 2022

383 - ASSEMBLEIA GERAL VIRTUAL APROVA PROPOSTA DE REAJUSTE | Cláusulas Sociais estão renovadas até 2022 - Edição Nº SET/2020
25 de Sep / 2020

CNM/CUT - Confederação Nacional dos Metalúrgicos
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP (55) 11 4122-7700 [email protected]
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP

Saiba como chegar a CNM/CUT


(55) 11 4122-7700