SEX, 11 de abr / 2014

Curso de Formação traz subsídios para intervenção no debate sobre desenvolvimento

Dirigentes sindicais de base participaram do curso sobre política industrial promovido pela CNM/CUT. Foram 5 dias de atividades e cursistas puderam debater modelo de desenvolvimento do Brasil.

Crédito: CNM/CUT
Participantes ao final do curso
Participantes ao final do curso, que teve 40 horas no total

Terminou nesta sexta-feira (11) o Curso de Formação Sindical sobre Política Industrial promovido pela Confederação Nacional dos Metalúrgicos (CNM/CUT). A atividade, que começou na segunda-feira (7), faz parte das ações do Coletivo Nacional de Formação da CNM/CUT, que tem como objetivo o processo de formação continuada dos dirigentes sindicais.

O curso contribuiu para a reflexão sobre o tema e como os trabalhadores devem se organizar para sua intervenção no desenvolvimento econômico e social do país, no Macrossetor da Indústria da CUT (que reúne metalúrgicos, químicos, trabalhadores em alimentação, no vestuário e na construção) , compreensão da organização dos segmentos do ramo metalúrgico, além das trocas de experiências sobre as práticas sindicais e organizativas de cada região.

Nesta edição do curso participaram os dirigentes dos sindicatos de metalúrgicos de Extrema (MG), Pouso Alegre (MG), BH/Contagem (MG), Feira de Santana (BA), Campina Grande (PB), Sapiranga (RS), Novo Hamburgo (RS) e Porto Alegre (RS).

A dirigente Andréia da Silva, de Sapiranga, avaliou que o curso superou suas expectativas. “Aprendi conceitos fundamentais para realizar ações em favor do desenvolvimento que queremos para o país e para o sindicato, como, por exemplo, o plebiscito sobre a reforma política que acontecerá em setembro. A teoria facilita a organizar atividades práticas nos sindicatos e assim repassar o conhecimento para nossos companheiros”, argumentou.

Para Emerson Monteiro de Albuquerque, de Campina Grande, o curso tirou dúvidas sobre a importância do Macrossetor da Indústria. “É um tema importante que todos devem saber, para compreender o quanto fortalecerá as lutas e ações comuns de categorias do mesmo ramo. E para juntos formulamos propostas para a política industrial e pensar na classe trabalhadora como protagonista do desenvolvimento do Brasil”, ressaltou.

O presidente da CNM/CUT, Paulo Cayres, também marcou presença e saudou os participantes do curso. Em sua fala, destacou que a formação é o caminho necessário para compreender a conjuntura e o papel dos sindicalistas. "Vocês têm o papel de conversar e debater com a base sobre as lutas sindicais. O curso é para que vocês possam transferir as informações para os trabalhadores", disse.

Entre os palestrantes convidados estavam Marcelo Buzetto, professor da Fundação Santo André e membro da Coordenação Estadual do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST); André Cardoso, técnico da Subseção do Dieese da CNM/CUT e da FEM-SP; e Marcelo Loural, pesquisador colaborador do Núcleo de Economia Industrial e da Tecnologia (NEIT) do Instituto de Economia da Unicamp (Universidade de Campinas).

8ª Marcha da Classe Trabalhadora
O grupo também participou da 8ª Marcha da Classe Trabalhadora na quarta-feira (9). O metalúrgico de Contagem Adelson Ferreira Xavier afirmou que a Marcha tem deve ter desdobramentos: “A Marcha não foi contra ninguém. Estávamos em defesa da classe trabalhadora e do crescimento do Brasil. Temos de cobrar dos nossos governantes e empresariado melhores condições de trabalho”.

A secretária de Formação da Confederação, Michele Ciciliato, comentou, ao final da atividade, que este foi um dos melhores cursos realizados, pela integração e comprometimento dos participantes em reproduzir o conteúdo abordado em ações práticas nos sindicatos de base.

(Fonte: Shayane Servilha - assessoria de imprensda da CNM/CUT)

Com a Palavra

TER, 20 de out / 2020

Viva o Movimento Feminista

Só a cabeça desvirtuada de uma parcela da sociedade representada por pessoas como o jogador Robinho, faz questão de não entender porque ela se nutre exatamente da desigualdade e do preconceito

Entidades e Empresas

Entidades

Notícias sobre entidades filiadas e parceiras da CNM/CUT:

Empresas

Informações sobre as empresas em que a CNM/CUT constrói uma organização nacional dos trabalhadores:

CNM/CUT por e-mail

Receba informações da CNM/CUT diretamente em seu e-mail:

Enviando...
Email cadastrado com sucesso!

Redes e blogs

Cálculos

Calcule reajustes salariais e o tempo que falta para sua aposentadoria:

Publicações

383 - ASSEMBLEIA GERAL VIRTUAL APROVA PROPOSTA DE REAJUSTE | Cláusulas Sociais estão renovadas até 2022

383 - ASSEMBLEIA GERAL VIRTUAL APROVA PROPOSTA DE REAJUSTE | Cláusulas Sociais estão renovadas até 2022 - Edição Nº SET/2020
25 de set / 2020

CNM/CUT - Confederação Nacional dos Metalúrgicos
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP (55) 11 4122-7700 cnmcut@cnmcut.org.br
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP

Saiba como chegar a CNM/CUT


(55) 11 4122-7700