SEG, 18 de jan / 2021

Fechamento da Ford pode impactar mais de 118 mil empregos no Brasil

“Por isso, a necessidade do Sindicato lutar até o fim pela preservação do emprego e pela manutenção da Ford em Taubaté. Estamos mobilizados para fazer o enfrentamento necessário e evitar uma tragédia dessas.”, afirma o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos na cidade

Crédito: Adonis Guerra
Ford em SBC
Ford em SBC

O encerramento da produção da Ford no Brasil terá reflexos que vão além da demissão dos 5 mil trabalhadores e trabalhadoras da empresa. Segundo um estudo do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), a decisão da montadora pode causar um efeito dominó e impactar até 118,8 mil postos de trabalho no país.

O número representa trabalhadores diretos, indiretos e os empregos induzidos em setores como comércio e serviços. O estudo aponta ainda que o impacto sobre a renda dos trabalhadores na cadeia expandida da Ford atinge R$ 2,5 bilhões.

Considerando os números gerais, cada emprego na Ford tem impacto total em 23,7 outros postos de trabalho. O Dieese fez o levantamento com base na matriz de insumo-produto, índice do IBGE que é uma espécie de “fotografia” dos fluxos da economia nacional.

A pesquisa do Dieese mostrou também que a arrecadação de tributos sofrerá uma queda estimada em R$ 3 bilhões, considerando a razão de que a cada R$ 1 gasto na indústria automobilística é acrescentado R$ 1,4 no valor adicionado da economia.

Taubaté

Os impactos na economia de Taubaté também foram estudados pelo Dieese. Em 2020, os trabalhadores da Ford injetaram na economia da cidade R$ 93,7 milhões, entre salários, PLR e abono. O valor corresponde a 11% do montante total injetado pelos trabalhadores representados pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté e Região (Sindmetau).

Outro dado do estudo mostra que Taubaté passa por um processo de desindustrialização. Em 2009, a participação da indústria foi de 55% e do setor de serviços 37,3% na geração de riquezas no município. O último levantamento, de 2018, indicou que, em menos de dez anos, essa participação passou a ser de 42,3% e 48,6%, respectivamente.

A pesquisa do Dieese aponta ainda como fator de preocupação a disparidade dos valores pagos em cada um dos setores. Enquanto a remuneração média da indústria no município foi de R$ 4.262, no setor de serviços foi de R$ 2.094.

“Seguindo este caminho, o Vale voltará para o café e leite para comprar carros que antes produzíamos", afirma a economista Renata Belzunces, da Unidade de Atendimento Local (UAL) do Dieese, responsável pelo levantamento.

O estudo também alerta que as demissões terão, como reflexo, mais famílias buscando atendimento nos setores de saúde e educação pública. Isso porque, sem os postos de trabalho, cessam os convênios médicos e não há renda para pagamento de escolas particulares.

Para o presidente do Sindmetau, Cláudio Batista, o Claudião, a possibilidade de demissão em massa na Ford é mais um ataque aos trabalhadores brasileiros, principalmente neste momento de pandemia. “Por isso, a necessidade do Sindicato lutar até o fim pela preservação do emprego e pela manutenção da Ford em Taubaté. Estamos mobilizados para fazer o enfrentamento necessário e evitar uma tragédia dessas.”

*matéria publicada no site do Sindmetau

 

Com a Palavra

TER, 16 de fev / 2021

Por que é necessário nacionalizar a Ford e criar uma montadora brasileira?

Escrito pelo diretor executivo do Sindicato e presidente do Industriall-Brasil, Aroaldo Oliveira da Silva, e pelo presidente da Central de Cooperativas Unisol Brasil e diretor da Unicopas, Leonardo Pinho

Entidades e Empresas

Entidades

Notícias sobre entidades filiadas e parceiras da CNM/CUT:

Empresas

Informações sobre as empresas em que a CNM/CUT constrói uma organização nacional dos trabalhadores:

CNM/CUT por e-mail

Receba informações da CNM/CUT diretamente em seu e-mail:

Enviando...
Email cadastrado com sucesso!

Redes e blogs

Cálculos

Calcule reajustes salariais e o tempo que falta para sua aposentadoria:

Publicações

383 - ASSEMBLEIA GERAL VIRTUAL APROVA PROPOSTA DE REAJUSTE | Cláusulas Sociais estão renovadas até 2022

383 - ASSEMBLEIA GERAL VIRTUAL APROVA PROPOSTA DE REAJUSTE | Cláusulas Sociais estão renovadas até 2022 - Edição Nº SET/2020
25 de set / 2020

CNM/CUT - Confederação Nacional dos Metalúrgicos
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP (55) 11 4122-7700 cnmcut@cnmcut.org.br
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP

Saiba como chegar a CNM/CUT


(55) 11 4122-7700