TER, 19 de jan / 2021

Ford pode ser acionada na justiça por danos a cadeia produtiva no país

Em reunião virtual, Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté contribuiu com investigação do Ministério Público do Trabalho (MPT)

Crédito: Sindmetau
Claudião em reunião virtual com o MPT
Claudião em reunião virtual com o MPT

O fechamento da Ford no Brasil ainda não é um assunto encerrado. A multinacional americana pode ser acionada na justiça caso for comprovado nas investigações do Ministério Público do Trabalho (MPT) que a ação da empresa causou danos na cadeia produtiva no país.

Para contribuir com as investigações, Representantes do Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté e Região (Sindmetau) participaram nesta terça-feira (19) de uma reunião virtual com procuradores do Ministério Público do Trabalho (MPT) e apresentaram dados sobre a situação dos trabalhadores e da Ford na cidade. As informações vão auxiliar em três inquéritos abertos contra a montadora para analisar a situação das plantas de Taubaté (SP), Camaçari (BA) e Horizonte (CE).

O Sindmetau foi representado na reunião por seu presidente, Claudio Batista da Silva Junior, o Claudião, pelo coordenador sindical na Ford, Sinvaldo Cruz, e pelo assessor jurídico do Sindicato, Isaac do Carmo.

"Reforçamos para os procuradores a posição do Sindicato pela manutenção dos empregos na Ford em Taubaté com a continuidade das atividades da montadora. Essa é uma luta de toda cidade, porque a saída da Ford pode trazer um impacto gigantesco para as famílias e para economia de Taubaté", afirmou o presidente do sindicato.

A entidade pontou que a Ford é alvo de cerca de 280 processos trabalhistas que envolvem um passivo consolidado que pode chegar a R$ 25 milhões e ao mesmo tempo tem se beneficiado de incentivos fiscais em nível estadual e municipal. Somente em Taubaté, foram concedidos R$ 4 milhões de isenções municipais nos últimos cinco anos para a multinacional americana.

O conjunto de informações apresentado pelo sindicato abrange aspectos relacionados a acordos trabalhistas firmados com a empresa - inclusive com garantia de estabilidade nos empregos até 2021 -, os impactos socioeconômicos do fechamento da fábrica, processos trabalhistas em tramitação e benefícios fiscais oferecidos pelo município nos últimos cinco anos, além de uma agenda de mobilizações aprovada pelos trabalhadores.

Impacto direto e indireto

Entre as informações apresentadas pelo Sindicato ao MPT está um estudo feito pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE). O levantamento aponta um impacto de até 118,8 mil postos de trabalho no país com o encerramento da produção da Ford no país.

O número envolve trabalhadores diretos, indiretos e os empregos induzidos em setores como comércio e serviços. O estudo do DIEESE aponta ainda que o impacto sobre a renda dos trabalhadores na cadeia expandida da Ford atinge R$ 2,5 bilhões. Já o impacto na economia de Taubaté, considerando apenas o 830 funcionários diretos da fábrica, pode chegar a 93,7 milhões ao ano, entre salários, PLR e abono.

*texto escrito baseado no texto publicado no siSindmetau

Com a Palavra

TER, 16 de fev / 2021

Por que é necessário nacionalizar a Ford e criar uma montadora brasileira?

Escrito pelo diretor executivo do Sindicato e presidente do Industriall-Brasil, Aroaldo Oliveira da Silva, e pelo presidente da Central de Cooperativas Unisol Brasil e diretor da Unicopas, Leonardo Pinho

Entidades e Empresas

Entidades

Notícias sobre entidades filiadas e parceiras da CNM/CUT:

Empresas

Informações sobre as empresas em que a CNM/CUT constrói uma organização nacional dos trabalhadores:

CNM/CUT por e-mail

Receba informações da CNM/CUT diretamente em seu e-mail:

Enviando...
Email cadastrado com sucesso!

Redes e blogs

Cálculos

Calcule reajustes salariais e o tempo que falta para sua aposentadoria:

Publicações

383 - ASSEMBLEIA GERAL VIRTUAL APROVA PROPOSTA DE REAJUSTE | Cláusulas Sociais estão renovadas até 2022

383 - ASSEMBLEIA GERAL VIRTUAL APROVA PROPOSTA DE REAJUSTE | Cláusulas Sociais estão renovadas até 2022 - Edição Nº SET/2020
25 de set / 2020

CNM/CUT - Confederação Nacional dos Metalúrgicos
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP (55) 11 4122-7700 cnmcut@cnmcut.org.br
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP

Saiba como chegar a CNM/CUT


(55) 11 4122-7700