TER, 26 de jan / 2021

Luta por empregos: trabalhadores farão carreata para Aparecida contra o fechamento da Ford

Nesta terça (26), os trabalhadores participaram de um ato ecumênico na fábrica, em preparação à carreata. E na quarta (27), a Câmara dos Deputados em Brasília promove audiência pública sobre o tema

Crédito: Sindmetau
Ato ecumênico em Taubaté
Ato ecumênico em Taubaté 

Os trabalhadores e trabalhadoras na Ford realizam na sexta-feira (29) uma carreata para Aparecida contra o fechamento da montadora em Taubaté. A concentração para o ato começa às 7h30 na fábrica. A previsão é de que os funcionários da montadora participem de uma missa às 12h na Basílica Nacional de Aparecida.

“Essa carreta é aberta a todos os taubateanos que estão solidários com os trabalhadores na Ford. O fechamento da montadora será também o fim de muitos empregos nos setores de comércio e serviços. Essa é uma luta da cidade como um todo”, afirmou o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté e Região (Sindmetau), Claudio Batista, o Claudião.

Câmara dos Deputados promove audiência pública contra o fechamento da Ford

A Câmara dos Deputados promove nesta quarta-feira (27) uma audiência pública virtual para debater o anúncio de fechamento de três fábricas da Ford no Brasil. A sessão será realizada às 10h com transmissão pelas redes sociais do legislativo federal, da bancada do PT e do Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté e Região (Sindmetau).

A decisão unilateral da montadora põe em risco o futuro de trabalhadores das plantas de Taubaté (SP), Camaçari (BA) e Horizonte (CE), com um potencial efeito cascata em 118,8 mil postos de trabalho em todo o país conforme levantamento do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE).

A sessão virtual, convocada pelos deputados federais Vicentinho e Carlos Zarattini (ambos do PT), a pedido do Sindmetau, será realizada com apoio das bancadas PSOL, Rede, PDT, PC do B e PSB em Brasília. Os dois deputados já estiveram na Ford em Taubaté no último dia 18 de janeiro, prestando solidariedade e conversando com os trabalhadores e trabalhadoras.

O envolvimento dos parlamentares em defesa dos empregos dos trabalhadores da Ford é uma das estratégias de luta das lideranças sindicais. Na última quarta-feira, 20 de janeiro, foi a vez da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) se posicionar sobre o caso Ford em uma audiência pública organizada pela bancada estadual do PT.

Na ocasião, foi colocada em pauta a montagem de um comitê em defesa da indústria nacional, com participação de trabalhadores, sindicatos, centrais sindicais e outras entidades representativas do setor. Esta proposta deve ser aprofundada na audiência de quarta em Brasília.

O envolvimento dos parlamentares em nível estadual e federal também tem o objetivo de reforçar a pressão sobre o governador de São Paulo, João Dória, e o presidente da República, Jair Bolsonaro, para que tomem atitudes práticas na defesa dos trabalhadores e contra o crescente processo de desindustrialização pelo qual o país vem passando.

Ato ecumênico

Nesta terça-feira (26), os trabalhadores participaram de um ato ecumênico na fábrica, em preparação à carreata. Eles receberam mensagens de conforto espiritual e orações conduzidas pelo padre Celso Batista, da paróquia Nossa Senhora da Conceição, distrito de Quiririm, e dos pastores Jesiel Calderário e Caio Rezende, do Conselho de Pastores de Taubaté.

Solidariedade e união para com os trabalhadores da Ford e suas famílias marcaram a fala do padre Celso. “Que Deus nos abençoe, que essa luta possa ir até o fim e que no fim nós sejamos vitoriosos”, disse o pároco em sua bênção final.

Palavras de esperança, ânimo e fé foram levadas pelo pastor Jesiel. “Dias maus vêm para todos nós. O detalhe é como vamos enfrentar os dias maus.” Entre os trabalhadores presentes ao ato, o sentimento era de confiança em Deus e consciência da necessidade de seguir firme na luta. “Estou orando a Deus para ver se conseguimos reverter essa situação. Para Deus nada é impossível”, disse André Luiz Thimóteo, que completa nove anos de Ford no dia 6 de fevereiro.

Adeilson Nascimento Jordão entrou como aluno aprendiz na Ford aos 14 anos e já completou 30 anos de fábrica. Para ele, a fé deve estar presente a todo momento. “Tenho bastante fé, torço muito para reverter essa decisão. Acho bem difícil, mas que seja feito o melhor para a gente. De repente, uma outra empresa pode até comprar a Ford.”

O presidente do Sindmetau agradeceu a presença do padre e dos pastores ao ato ecumênico e pediu que mensagens de apoio sejam levadas para toda a comunidade religiosa. “Peço que possam levar essa palavra de apoio aos trabalhadores em todas as igrejas.”

Claudião reforçou ainda a importância da participação dos trabalhadores na carreata de sexta-feira. “A fé move montanhas. Precisamos de todos os trabalhadores presentes e também convidamos seus familiares.

*matéria publicada no site do Sindmetau

Com a Palavra

TER, 16 de fev / 2021

Por que é necessário nacionalizar a Ford e criar uma montadora brasileira?

Escrito pelo diretor executivo do Sindicato e presidente do Industriall-Brasil, Aroaldo Oliveira da Silva, e pelo presidente da Central de Cooperativas Unisol Brasil e diretor da Unicopas, Leonardo Pinho

Entidades e Empresas

Entidades

Notícias sobre entidades filiadas e parceiras da CNM/CUT:

Empresas

Informações sobre as empresas em que a CNM/CUT constrói uma organização nacional dos trabalhadores:

CNM/CUT por e-mail

Receba informações da CNM/CUT diretamente em seu e-mail:

Enviando...
Email cadastrado com sucesso!

Redes e blogs

Cálculos

Calcule reajustes salariais e o tempo que falta para sua aposentadoria:

Publicações

383 - ASSEMBLEIA GERAL VIRTUAL APROVA PROPOSTA DE REAJUSTE | Cláusulas Sociais estão renovadas até 2022

383 - ASSEMBLEIA GERAL VIRTUAL APROVA PROPOSTA DE REAJUSTE | Cláusulas Sociais estão renovadas até 2022 - Edição Nº SET/2020
25 de set / 2020

CNM/CUT - Confederação Nacional dos Metalúrgicos
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP (55) 11 4122-7700 cnmcut@cnmcut.org.br
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP

Saiba como chegar a CNM/CUT


(55) 11 4122-7700