QUA, 13 de jan / 2021

Mais uma montadora saindo do Brasil: o que isso mostra e no que isso implica?

Por Stim Salto

Crédito: Divulgação Ford
marca Ford
marca Ford

MAIS UMA MONTADORA SAINDO DO BRASIL: O QUE ISSO MOSTRA E NO QUE ISSO IMPLICA?

Agora é a vez da FORD dizer adeus.

Um ano e meio após encerrar atividades na fábrica de São Bernardo do Campo (SP), a multinacional americana Ford anunciou nesta segunda-feira (11) que encerrará a atividade de produção de automóveis no Brasil.

Uma má notícia para o setor de metalurgia. Em meio à crise da indústria nacional, o anuncio de fechamento da fábrica pegou todos de surpresa e traz consigo o fantasma do desemprego para milhares de família.

No anúncio, a direção da empresa informa que manterá somente o setor de assistência técnica. Ou seja, venderão aos brasileiros os carros produzidos em outros países, e farão assistência técnica. .

A Ford, nesse sentido, junta-se à MERCEDES, já que no final do ano de 2020 também anunciou suspensão das atividades em Iracemápolis. Outras montadoras também se manifestaram, colocando suas dificuldades em manter as produções no Brasil, como é o caso da BMW, Audi e Land Rover, até onde se sabe.

O encerramento da produção de uma montadora tem consequências desastrosas para a produção da indústria nacional. A cada emprego gerado em uma montadora, são gerados, em média, sete empregos indiretos.

É sempre importante lembrar dos discursos pró-reformas que, na verdade, retiraram os direitos da classe trabalhadora nos governos Temer (reforma trabalhista) e Bolsonaro (reforma previdenciária). Os discursos eram em cima da geração de emprego e aumento na produção industrial, mas, menos de três anos do início das reformas, as críticas e temor dos defensores dos trabalhadores estão se confirmando, já que as expectativas de aumento na produção e da retomada dos empregos não se fizeram presentes e a situação beira o caos. Somando-se a isso os efeitos trágicos da pandemia e a omissão do Estado em vários níveis, testemunhamos empresas fechando as portas e grandes montadoras encerrando as atividades no país.

O dólar está oscilando entre cinco e seis reais, elevando o custo de produção. A indústria nacional já sente falta de materiais para manter a produção, está mais fácil comprar produtos manufaturados do exterior do que produzir por aqui. As montadoras perceberam a economia inconsistente e estão abandonando o país, se instalando nos países vizinhos.

O liberalismo econômico de Jair Bolsonaro não se sustenta, o livre mercado de Paulo Guedes não passa de uma falácia, aumentando o abismo de desigualdade econômica e social.

O STM Salto se solidariza com os companheiros da FORD de Taubaté SP e Camaçari BA que estão na iminência de perder seus empregos.

*texto publicado no site do Stim Salto

 

Com a Palavra

QUA, 27 de jan / 2021

Caso Ford e o descaso com a política industrial: saídas para a reconversão industrial

Por Allan Yukio Hayama, Engenheiro na Ford em Camaçari e dirigente do Sindicato dos Engenheiros na Bahia

Entidades e Empresas

Entidades

Notícias sobre entidades filiadas e parceiras da CNM/CUT:

Empresas

Informações sobre as empresas em que a CNM/CUT constrói uma organização nacional dos trabalhadores:

CNM/CUT por e-mail

Receba informações da CNM/CUT diretamente em seu e-mail:

Enviando...
Email cadastrado com sucesso!

Redes e blogs

Cálculos

Calcule reajustes salariais e o tempo que falta para sua aposentadoria:

Publicações

383 - ASSEMBLEIA GERAL VIRTUAL APROVA PROPOSTA DE REAJUSTE | Cláusulas Sociais estão renovadas até 2022

383 - ASSEMBLEIA GERAL VIRTUAL APROVA PROPOSTA DE REAJUSTE | Cláusulas Sociais estão renovadas até 2022 - Edição Nº SET/2020
25 de set / 2020

CNM/CUT - Confederação Nacional dos Metalúrgicos
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP (55) 11 4122-7700 cnmcut@cnmcut.org.br
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP

Saiba como chegar a CNM/CUT


(55) 11 4122-7700