QUI, 30 de out / 2014

Montadoras aceleram uso de autopeças nacionais

A colocação de barreiras à importação de veículos e a exigência do uso de peças nacionais determinadas pelo Novo Regime Automotivo, o InovarAuto, fez com que várias montadoras instaladas no Brasil aumentassem seus investimentos na produção local.

A Nissan, por exemplo, diminuiu em um ano sua meta de elevar para 80% o índice de nacionalização dos carros produzidos em sua fábrica recém-inaugurada, em Resende, no Rio de Janeiro.

Agora, ela quer atingir esse índice em 2016, enquanto o objetivo anterior era aproveitar o limite estabelecido pelo Inovar Auto, que termina em 2017.

Os primeiros passos da Nissan em busca de maior nacionalização foram investir na produção de motores em Resende e aumentar o uso de componentes brasileiros como assentos automotivos, suspensão e borracha de vedação.

Com isso, seu índice de nacionalização já chegou a 66% e a empresa pretende intensificar esse crescimento por meio de uma parceria com a Renault no próximo ano para a compra de peças.

Já a Audi, do grupo Volkswagen, anunciou que o sedã A3, primeiro carro a ser produzido na fábrica da marca no Paraná, será equipado com motores da planta da Volks de São Carlos. A meta da Audi é alcançar 40% de peças nacionais nos veículos montados no Brasil.

Segundo a própria Honda, seria inviável a produção do utilitário esportivo compacto HR-V na fábrica de Sumaré, em São Paulo, a partir do primeiro trimestre de 2015 se o carro não fosse todo produzido no Brasil.

Finalmente, na terça-feira (28) a General Motors informou que se a matriz nos Estados Unidos der o sinal verde para a fabricação de um novo carro compacto popular para mercados emergentes, ele será feito no Brasil. Até agora, outros dois países estavam na disputa.

(Fonte: Imprensa - SMABC)

Com a Palavra

SEG, 18 de jan / 2021

Retomar a produção nos parques industriais com ou sem a Ford

Por Paulo Cayres, Sérgio Nobre e Vagner Freitas

Entidades e Empresas

Entidades

Notícias sobre entidades filiadas e parceiras da CNM/CUT:

Empresas

Informações sobre as empresas em que a CNM/CUT constrói uma organização nacional dos trabalhadores:

CNM/CUT por e-mail

Receba informações da CNM/CUT diretamente em seu e-mail:

Enviando...
Email cadastrado com sucesso!

Redes e blogs

Cálculos

Calcule reajustes salariais e o tempo que falta para sua aposentadoria:

Publicações

383 - ASSEMBLEIA GERAL VIRTUAL APROVA PROPOSTA DE REAJUSTE | Cláusulas Sociais estão renovadas até 2022

383 - ASSEMBLEIA GERAL VIRTUAL APROVA PROPOSTA DE REAJUSTE | Cláusulas Sociais estão renovadas até 2022 - Edição Nº SET/2020
25 de set / 2020

CNM/CUT - Confederação Nacional dos Metalúrgicos
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP (55) 11 4122-7700 cnmcut@cnmcut.org.br
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP

Saiba como chegar a CNM/CUT


(55) 11 4122-7700