SEX, 09 de abr / 2021

Sindicatos chilenos de energia se unem para uma transição justa com foco no trabalhador

Os sindicatos do setor de energia do Chile concordaram em trabalhar de forma unificada para garantir uma transição justa para os trabalhadores do país

Crédito: Industriall
luta internacional
luta internacional

Mais de 40 líderes sindicais do setor de energia chileno realizaram uma discussão virtual nesta semana para discutir o plano do governo para atingir a descarbonização. Eles garantiram que trabalharão juntos e em unidade para exigir que a transição seja com justiça social, ambiental e econômica.

O líder da CUT, presidente da Industrial Chile-Constramet (afiliada à IndustriALL) e membro do Comitê Executivo da IndustriALL, Horacio Fuentes disse:

“No Chile existe uma atomização do movimento sindical. Procuramos nos unir para enfrentar os problemas que os trabalhadores enfrentam em nosso país e nos posicionarmos diante das organizações empresariais e do governo. Queremos conversar sobre como avançaremos na transição energética, levando em consideração a experiência internacional neste assunto. ”

Durante o encontro, os sindicatos citaram o exemplo da empresa Enel, onde duas de suas usinas a carvão já foram fechadas e outra será fechada em maio de 2022. Disseram que não sabem qual será o próximo passo do slogan de carbono zero. Por isso, consideraram fundamental que os sindicatos trabalhem juntos para uma transição justa.

O secretário-geral da CUT e da FENATRAPECH (filiada ao IndustriALL), Nolberto Diaz, disse: “Queremos ficar juntos e enfrentar juntos o processo de descarbonização. Aspiramos a uma transição justa, com respeito aos trabalhadores e com o uso responsável dos nossos recursos naturais. Os sindicatos devem ajudar os trabalhadores a mudar de uma empresa para outra e exigir programas de reciclagem ”.

Eles também mencionaram que há algum tempo participaram de uma mesa montada pelo governo para discutir o futuro do setor de energia, mas infelizmente não conseguiram nada de concreto. No entanto, eles veem que o setor empresarial e o governo desenvolvem um plano estratégico que fere os trabalhadores.

Enquanto isso, a diretora do setor global de energia do IndustriALL, Diana Junquera, mencionou que o IndustriALL realizou recentemente uma investigação sobre a transição energética no mundo e o que fazem governos e empresas.

Ele observou que eles descobriram que, embora as empresas estejam interessadas em fazer essa transição, elas não estão realmente investindo nela. Eles estão deixando de investir em petróleo e gás para investir em energias renováveis, sem informar os trabalhadores ou criar planos de treinamento.

Por fim, o secretário regional do IndustriALL, Marino Vani, concluiu:

“Nossa agenda política como trabalhadores da indústria na América Latina e no Caribe é lutar pela reindustrialização da região. O Chile é um dos países que mais se desindustrializou nos últimos 30 anos. O mercado define a base para uma transição energética para a energia renovável, e não os governos. Não pensa no desenvolvimento industrial dos países ou da região.

Portanto, temos que intervir para dialogar com empresários comprometidos com o desenvolvimento, ou teremos consequências muito graves. Precisamos construir o poder sindical para propor e defender políticas industriais sustentáveis ​​”.

*matéria publicada no site da Industriall

 

Com a Palavra

TER, 16 de fev / 2021

Por que é necessário nacionalizar a Ford e criar uma montadora brasileira?

Escrito pelo diretor executivo do Sindicato e presidente do Industriall-Brasil, Aroaldo Oliveira da Silva, e pelo presidente da Central de Cooperativas Unisol Brasil e diretor da Unicopas, Leonardo Pinho

Entidades e Empresas

Entidades

Notícias sobre entidades filiadas e parceiras da CNM/CUT:

Empresas

Informações sobre as empresas em que a CNM/CUT constrói uma organização nacional dos trabalhadores:

CNM/CUT por e-mail

Receba informações da CNM/CUT diretamente em seu e-mail:

Enviando...
Email cadastrado com sucesso!

Redes e blogs

Cálculos

Calcule reajustes salariais e o tempo que falta para sua aposentadoria:

Publicações

383 - ASSEMBLEIA GERAL VIRTUAL APROVA PROPOSTA DE REAJUSTE | Cláusulas Sociais estão renovadas até 2022

383 - ASSEMBLEIA GERAL VIRTUAL APROVA PROPOSTA DE REAJUSTE | Cláusulas Sociais estão renovadas até 2022 - Edição Nº SET/2020
25 de set / 2020

CNM/CUT - Confederação Nacional dos Metalúrgicos
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP (55) 11 4122-7700 cnmcut@cnmcut.org.br
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - CEP: 09726-150 - São Bernardo do Campo - SP

Saiba como chegar a CNM/CUT


(55) 11 4122-7700